Fidcargo - Seguro de transporte internacional

Quais são os primeiros passos na hora de acionar um sinistro?

acionar-um-sinistro-03_zpskxg1ccnk.jpg

Ser notificado a respeito de um roubo, avaria ou qualquer tipo de extravio sempre é uma ocasião desagradável para quem atua com o comércio exterior realizando importações e/ou exportações.

Para diminuir as perdas, importadores e exportadores optam pela operação financeira da contratação do seguro. Neste processo, deve ser realizada uma pesquisa, observando-se os serviços de cada seguradora, além de suas facilidades para acionamento de sinistros.

Tendo mencionado isso, é importante antes entender o que é um  sinistro.

O termo “sinistro” vem da palavra latina “sinitruque”, que significa esquerdo, funesto, ameaçador, assustador, e com o tempo, passou a ser sinônimo de desastre, acidente, prejuízos ou mesmo naufrágio. Em termos securitários, define um evento que possa implicar em alguma indenização.

Abaixo, traçamos um passo a passo de como acionar um sinistro quando necessário.

 

Passo 1: Primeiro contato

Uma vez informado a respeito de ocorrências com sua carga, o segurado deve entrar em contato com a seguradora, imediatamente, para o acionamento do sinistro.

No geral, as seguradoras disponibilizam a comunicação do sinistro por meio de seus websites na internet, telefones de atendimento ao segurado (0800) ou diretamente em escritórios. Há casos ainda, onde o sinistro pode ser acionado por meio de carta registrada ou protocolada, enviadas aos cuidados da seguradora.

Caso tenha contratado seu seguro por meio de uma empresa que presta o serviço de gerenciamento de risco, entre em contato com ela, pois ela tomará conta do processo para sua empresa, será necessário apenas que você encaminhe os documentos básicos do embarque.

Passo 2: Preenchendo o formulário

Ao ser contatada, a seguradora, por sua vez, irá exigir algumas informações ao segurado por meio de um formulário. Este documento geralmente é recebido pelo segurado junto com a apólice, logo ao contratar o seguro. Tenha em mãos esse documento em casos de abertura de sinistros online. Algumas das informações contidas nele podem ser requisitadas na hora de preencher o formulário no site da seguradora.

Leia também  Você conhece as mercadorias que não tem cobertura de seguro

Com isso, as informações geralmente solicitadas são:

  • Data, hora e local da ocorrência;
  • Tipo de ocorrência (extravio, quebra, roubo, incêndio, entre outros);
  • Dados pessoais e dados para contato;
  • Relatório do ocorrido;
  • Listagem de itens danificados ou perdidos;
  • Em caso de sinistro ocorrido por terceiros, é solicitado os dados destes.

Após o preenchimento do formulário, o segurado deverá aguardar a análise da seguradora. Em caso indenização, serão solicitados alguns documentos para iniciar o processo de pagamento.

 

Passo 3: Envio de documentação

Após analisar as informações preenchidas pelo segurado na abertura do sinistro, a seguradora retornará ao segurado com uma resposta referente à indenização.

Caso seja aprovada, serão solicitados ao segurado alguns documentos que poderão variar de acordo com o tipo de seguro contratado e conforme orientações da Superintendência Nacional de Seguros Privados (Susep).

No geral, os documentos mais comuns são:

  • Aviso de Sinistro;
  • Cópia da apólice do seguro;
  • Averbação do seguro (em casos de apólice de averbação);
  • Conhecimento de embarque;
  • Notas Fiscais;
  • Certificado do transportador confirmando o extravio (se for o caso);
  • Orçamento detalhado em caso de recuperação de bens envolvidos no sinistro;
  • Comprovante de despesas para o salvamento de cargas (quando for o caso);
  • Declaração de importação / exportação;
  • Declaração de Trânsito Aduaneiro (DTA);
  • Laudo de perícia técnica (se for o caso);
  • Guia de recolhimento de impostos;
  • Certidão de abertura de inquérito policial da ocorrência, quando for o caso.

Vale ressaltar que pode haver alterações de acordo com o tipo de seguro contratado e o nível em que se enquadra o sinistro ocorrido.

 

Passo 4: Recebendo a indenização

Uma vez tendo recebido a documentação exigida, a seguradora fará análise das informações e calculará o montante a ser pago ao segurado no prazo de 30 dias.

 

Com base nas dicas aqui passadas, foi possível conhecer os primeiros passos para se acionar um sinistro, quando necessário. Deste modo, ressaltamos que este procedimento deve ser sempre algo simples e facilitado por parte das seguradoras, que devem disponibilizar fáceis opções de contato (internet, telefone, presencial) para acionamento e posteriores contatos.

Leia também  Aprenda como contratar o seguro de cargas em questão de segundos

 

Além disso, o segurado deve atentar-se aos documentos exigidos em cada modalidade de seguro contratado, de modo a disponibilizá-los à seguradora para que as indenizações sejam agilizadas.

 

E você, tem alguma dúvida sobre acionamento de sinistros? Conte-nos!

Saiba mais com a Fidcargo
Recebe em seu e-mail nossas atualizações.
Enviaremos conteúdo relacionado ao Seguro Internacional de Cargas. Respeitamos sua privacidade.

O que acha?

Comentários

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Categorias